fbpx

5 dicas para otimizar a produtividade da sua equipe

A gestão de pessoas é uma das principais habilidades da liderança, mas muitos profissionais em cargos de chefia ainda têm dificuldades para motivar suas equipes. Isto pode ocorrer por diversos fatores, como falta de um ambiente adequado, excesso de distrações, problemas de relacionamentos, entre outros.

Para exigir uma performance diferenciada da sua equipe, é importante que sejam criadas condições para que esses profissionais possam desempenhar bem as suas funções. Investimentos em pessoas e processos são, portanto, essenciais para o sucesso de qualquer negócio.

Confira a seguir as cinco dicas mais importantes para motivar e aumentar a produtividade de qualquer equipe!

Crie uma estratégia de longo prazo

Antes de qualquer trabalho prático, é importante que exista um plano de ação que possa ser seguido pela equipe e seja um guia para os objetivos da organização.

Muitas empresas encontram na falta de objetivos claros para o futuro um gargalo que tende a limitar o crescimento, e as equipes que trabalham sem metas de longo prazo fatalmente ficam desmotivadas.

A estratégia de longo prazo é o que possibilita a criação de objetivos corporativos, seja em relação a faturamento, capacidade produtiva, desafios tecnológicos ou investimentos em capacitação de pessoal.

A partir daí, podem ser criadas padronizações, processos internos estruturados de modo a otimizar o trabalho da equipe e evitar falhas e tarefas inúteis que podem atrasar o objetivo corporativo.

Dê condições de trabalho para a sua equipe

Não adianta estabelecer estratégias corporativas e estruturar processos sem que existam condições práticas para que a equipe possa trabalhar por elas. A instituição deve prover meios materiais para que as equipes possam atingir os objetivos, dando infraestrutura e criando um ambiente favorável.

As equipes são tão eficientes quanto a estrutura que a organização oferece. O fornecimento de equipamentos apropriados, o investimento em soluções tecnológicas, a criação de um ambiente livre de assédio e estresse desnecessário; tudo isso contribui de forma significativa para o desempenho de uma equipe.

Mas isso não é o suficiente. É preciso incentivar os bons comportamentos, as boas práticas, o desempenho positivo. Não basta oferecer salários atraentes se a empresa incentiva a ascensão de pessoas bajuladoras ou com “costas-quentes” em detrimento de profissionais de talento e dedicados. Isso fatalmente desmotiva uma equipe.

Os profissionais precisam ser motivadas em função da meritocracia, respeito às diferenças e através de incentivos apropriados, como bônus por produtividade e planos de carreira.

Leve a comunicação interna à sério!

A comunicação interna é uma excelente ferramenta para aproximar os colaboradores da instituição e integrar equipes.

Muitos gestores não dão o devido valor para a comunicação interna, permitindo um descompasso entre os objetivos do líder e dos liderados. Por isso, investir em comunicação interna, como grupos de comunicação, newsletter, jornais internos e murais, por exemplo, pode aproximar a equipe e criar uma relação de orgulho e pertencimento entre os profissionais e a instituição.

Eventos informais, que integrem a equipe, também podem ser usados como ferramentas de comunicação interna. Além disso, é importante investir em treinamentos e palestras para que a equipe possa crescer unida.

Avalie, corrija as falhas e incentive boas práticas

Para que uma equipe possa ser bem administrada é preciso que haja um sistema de avaliação, que permita a mensuração dos resultados de cada membro do grupo.

A sistematização da avaliação do desempenho dos profissionais de uma equipe é essencial para realizar diagnósticos e acompanhar como os objetivos de longo prazo estão sendo executados.

A adoção de um sistema de mensuração claro e objetivo, sem margem para mal-entendidos, permite que os membros da equipe possam acompanhar o próprio desempenho e entender onde estão tendo sucesso e onde podem melhorar.

Além disso, o gestor pode corrigir as falhas que estiverem comprometendo o desempenho da equipe e incentivar as boas práticas e os bons profissionais.

Bem-estar individual também é importante!

A vida que os profissionais têm fora da organização é um fator fundamental para o rendimento deste dentro dos muros da empresa. O gestor precisa estar atento ao bem-estar físico, mental e emocional de cada membro da equipe, prestando atenção à comportamentos de risco e prestando o apoio necessário.

Empresas mais bem estruturadas podem investir em alimentação saudável para os membros da equipe, disponibilizar uma academia para os colaboradores ou fornecer um plano de saúde robusto. Ações como estas podem ser decisivas para aumentar a produtividade de uma equipe e fidelizar bons profissionais.