fbpx

3 sinais de que a economia brasileira está voltando

3 sinais de que a economia brasileira está voltando

Os números da economia brasileira estão sinalizando que o nosso país pode estar reagindo à grave crise financeira pela qual passamos há pelo menos quatro anos.

Neste artigo iremos explicar três indícios que podem mostrar esta tendência, e representar oportunidades para que sua empresa possa conseguir crescer a “passos mais largos” e trazer mais retorno para os negócios.

De acordo com os princípios da economia as produções dos países sofrem períodos de crescimento e de queda ao longo do tempo. São os chamados “ciclos da economia”. Eles acontecem de forma espontânea, e assim funciona com basicamente todos os países. O problema é analisar as diferentes maneiras como os países lidam com seus ciclos econômicos.

Quando se observa os gráficos de PIB de países como os Estados Unidos ou a Alemanha, percebemos o movimento para cima e para baixo da linha do gráfico – mas de forma sutil e lenta, o que permite que o país como um todo consiga se adaptar às mudanças geradas por recessão ou desenvolvimento.

No Brasil temos o que se chama de “voo de galinha”: um gráfico marcado por uma linha que sobe exponencialmente, mas em pouco tempo também tem uma queda vertiginosa. Isso é um sinal de que o Governo Brasileiro tem grandes dificuldades em manter um crescimento saudável do PIB.

Mas o tempo é de otimismo! A economia dá sinais de crescimento, e se você der os passos certos, pode ter grande sucesso em expandir o seu patrimônio. Para isso, você sempre pode contar com a GGV Consultoria Empresarial. Acesse aqui para conhecer cases e todos os serviços que podemos oferecer.

Vamos aos 3 sinais de que a economia brasileira está voltando a reagir:

Aumento do consumo

Pela lógica econômica, em períodos de recessão o país começa a sentir o peso da inflação alta, passa a demitir, as pessoas perdem o poder de compra, consomem menos e assim sucessivamente, até o ponto em que essa realidade começa a mudar.

Chega uma etapa que a inflação recua tanto (em tese), que as pessoas conseguem começar a consumir mais e retomar o crescimento da economia através do consumo, da maior produção e do preenchimento da capacidade ociosa de todos os meios de produção em produtos e serviços.

As últimas projeções já têm mostrado um aumento considerável no consumo dos brasileiros, incluindo setores altamente estratégicos da economia como a indústria automobilística, o mercado de bens de consumo duráveis e não duráveis, o mercado dos serviços e outros, de maneira geral. O crescimento ainda é incipiente, pois ainda está se iniciando neste ciclo – mas é melhor vender 3% a mais do que 2% a menos, não é mesmo? Este pode ser o momento certo para planejar uma expansão em seus negócios!

Volta da confiança do brasileiro na economia

Quando falamos em volta da confiança do brasileiro na economia não estamos necessariamente dizendo da sua confiança sobre as instituições financeiras ou sobre sua confiança em políticos. Na verdade, falamos sobre se sentir à vontade e capaz de comprar! O brasileiro já sente que pode consumir mais, contratar crédito sem ficar inadimplente e negociar sem medo de acabar parando no SPC! Quem ganha com isso é o mercado, em todos os setores! Se torna muito mais fácil fazer negócios com consumidores confiantes, que estarão dispostos a pagar mais, ou a não abrir mão de uma compra nem que seja necessário fazer parcelamento ou utilizar cartões ou cheques. É a lacuna perfeita para sua empresa investir e captar clientela!

Retomada do emprego

Como sabemos, nenhum destes fatores é independente. Todos dependem um do outro para acontecer, mas o nível de aplicação de cada um deles pode ser um destaque. Nossa economia infelizmente chegou a atingir 14% de desemprego até poucos meses atrás. Puxado pelo consumo e pela confiança, ele começa a recuar, e os postos de emprego voltam a ser ocupados para aumentar a produção brasileira e fazer o país crescer de novo. Pode ser um bom momento para contratar!

Mas cuidado! Lembre-se que o crescimento puxa a inflação junto com ele, principalmente com governos pouco competentes em contê-la. Invista, nas tenha sempre muita cautela para não perder dinheiro. Em todo caso, para simplificar a sua vida e garantir melhores resultados, a opção mais adequada é contar com consultoria empresarial. Prefira a GGV! Acesse e faça um orçamento hoje mesmo!



Autor: Gustavo Resende
Mercadólogo, especialista em finanças e Diretor de projetos da GGV com skills orientadas a gestão de negócios, finanças e relacionamento empresarial.