fbpx

10 fatores surpreendentes que explicam a queda nas vendas

As vendas podem ser classificadas como um dos pilares de uma empresa. Sim, elas são o que podemos chamar de “medidor de sucesso” – mas, mais do que isso, as vendas são o que conectam as necessidades do consumidor com os produtos e serviços que uma empresa oferece. Uma queda nas vendas pode comprometer gravemente o progresso de uma empresa.

Se a empresa não se recolocar nos trilhos, pode acabar descarrilhando na falência. Ainda assim, existem pessoas que não sabem por que sua empresa está falhando – e é por isso que é importante entender o processo de vendas por completo com a ajuda profissional que você precisa.

Você pode começar entendendo que todos os elementos do seu negócio devem estar em perfeita sincronia. Entretanto, não importa o quanto você tente tomar conta de todos os detalhes sozinho, ainda podem haver problemas que passam imperceptíveis aos seus olhos – mas que acarretam consequências diretas para o seu negócio. Você pode estar passando batido sobre alguns deles.

10 fatores que explicam a queda nas vendas:

  1. Não prestar atenção às necessidades do seu público

Entender o seu público e saber do que ele precisa é o principal pivô para o sucesso do seu negócio. Todo seu planejamento será inútil se o seu negócio perdeu a intimidade com o consumidor e não sabe mais identificar o que ele precisa.

Chegue próximo do seu público, analise seu comportamento. Pesquisas de feedback e análises de métricas de vendas podem te ajudar a ter as respostas necessárias para o seu negócio. Uma consultoria empresarial pode te ajudar nesses serviços.

Pergunte a si mesmo:

  • Seus clientes estão satisfeitos com seus produtos e serviços atuais?
  • Eles estão pedindo por atualizações, por mais funções, por outros benefícios?
  • Eles ainda são fãs do seu trabalho?

Descobrir essas respostas vai te fazer melhorar e implementar sua estratégia de marketing de forma certeira para o mercado.

  1. Condições precárias de trabalho

As pessoas subestimam o quão importante é este fator: as más condições de trabalho para sua equipe. Os funcionários devem estar felizes e confortáveis para que consigam produzir em suas áreas de trabalho – se isso não acontecer, a produtividade irá despencar e isso irá afetar diretamente sua performance nas vendas.

Uma boa sugestão é providenciar atividades recreativas para os seus funcionários. A GGV Inteligência em Vendas, por exemplo, tem uma área de recreação com sinuca e música, para que os funcionários relaxem em seu período de descanso – e tome nota: os jogos são ótimas oportunidades de cooperação e aproximação entre sua equipe, principalmente se você está recebendo um novo membro.

Outro exemplo é a empresa Groupon, que além da sala de descompressão, oferece cerveja a vontade depois das 17h de sexta-feira. Num ambiente informal e em meio a estímulos positivos, sua equipe estará naturalmente direcionada para o sucesso, associando a paz e o relaxamento ao trabalho.

De acordo com uma pesquisa realizada pela EFdeportes, 78% de uma equipe de 1800 funcionários reportou que o entusiasmo com o trabalho melhorou depois de serem implementadas as atividades de recreação. Além disso, 79% relatou uma melhora no relacionamento com os colegas!

  1. Seu produto ou o serviço não tem um diferencial

Imagine que existe um site chamado “Pipocada”, e que eles vendem mini-pipocas online. Você já sabe que existem inúmeras opções de pipoca no supermercado – sendo que a maioria delas você pode preparar em casa. Então, por que você deveria encomendar online a mini-pipoca do Pipocada? O que as mini-pipocas tem de diferente das outras pipocas?

Ótima pergunta. As mini-pipocas são pequenas, menos agressivas aos seus dentes e menos pesadas para o seu estômago. Além disso, elas afirmam ser as mais frescas e muito mais crocantes que as pipocas de mercado. Os consumidores veem tanta diferença nesse marketing, que compram as mini-pipocas por curiosidade – acabam vendo por si só a qualidade do produto. Sucesso absoluto nas vendas.

Acha que isso é ficção? Errado. A história da Pipocada é real: seu nome verdadeiro é Pipcorn, e atualmente, eles conseguiram ter uma enorme distribuição para todo Estados Unidos. Hoje a Pipcorn tem sua própria fábrica com uma grande equipe de funcionários.

É aqui que você percebe que o diferencial do seu produto ou serviço é o que catapulta a sua empresa a frente de seus concorrentes. Crie uma boa proposta única de valor e veja seus indicadores deslancharem.

  1. Má gestão ou má liderança do negócio

As decisões do seu negócio devem estar alinhadas com a visão da empresa. Apenas uma decisão errada pode causar um dano muito grave no seu progresso. Segundo a pesquisa de Demografia das Empresas desenvolvida pelo IBGE, aproximadamente 60% das empresas com pouco mais de cinco anos fecham suas portas no Brasil por conta de má gestão.

Rigidez nas ordens, más condições de trabalho para a equipe, má gestão dos contratempos financeiros, não ser receptivo a mudanças, não esperar o inesperado; esses são só alguns dos erros de um mau gestor.

  1. Expandir sua empresa antes do tempo

Vamos supor que sua empresa está decolando nos últimos dois meses. O negócio está indo melhor do que todos esperavam e os lucros dobraram em relação ao que foi almejado. Então, pensando que isso é óbvio, você contrata mais pessoas e investe muito mais em propagandas.

Depois de seis meses, as pessoas não estão mais comprando o seu produto. Sua empresa ainda não estava preparada para expandir tanto de uma vez só, e agora você é deixado sem o lucro que precisa para manter seus custos, um time muito grande para administrar e campanhas desperdiçadas.

Lembre-se: você só pode expandir sem medo quando você estiver realmente pronto, com todo seu planejamento feito e uma profunda análise da sua projeção empresarial realizada. Se for uma atitude de impulso, os riscos são muito altos.

  1. Marketing e vendas não estão alinhados

A área de marketing e a área de vendas deve colaborar em todos os movimentos da sua empresa – caso contrário, a confusão irá afetar diretamente nas suas vendas.

As vendas dependem dos esforços e das estratégias do marketing. Uma estratégia de marketing sólida que foca em metas mensais e leads qualificados podem alavancar bruscamente suas vendas. Saiba mais sobre como conseguir mais leads aqui!

  1. Não ter tráfego orgânico na internet para fomentar suas vendas

A presença digital da sua empresa é importantíssima na era moderna dos negócios. O tráfego orgânico pode gerar um fluxo intenso de leads e potenciais clientes. Por exemplo: se o seu negócio não está nas mídias sociais e o seu público-alvo está por lá, como as pessoas vão saber que você existe?

Invista em bom conteúdo online para que sua empresa apareça aos olhos de quem precisa vê-la. O tráfego orgânico é o que constrói relacionamentos com seus potenciais clientes – e é isso que angaria as vendas.

  1. Não prestar atenção nos seus concorrentes

Seu concorrente acabou de lançar um produto com ótimos recursos que se destaca entre todos os seus outros concorrentes – e você nem tinha ideia de que isso estava acontecendo. E agora?

Para se prevenir desse sufoco, você precisa constantemente saber como seu concorrente está se movendo no mercado. Assim, quando ele lançar algo novo, você pode tomar ações imediatas, que você já vinha planejando (as famosas cartas na manga), e desenvolver estratégias que mantenham sua empresa fortes para competir com honra no mercado.

  1. Falta de treinamento da equipe

Bons recursos (equipamentos e ambiente de trabalho) e um bom treinamento devem garantir a competência da sua equipe e sua eficiência como um todo. Um exemplo é o serviço de atendimento ao cliente: sem treinamento, essa área não será apta para se comunicar com os clientes de forma adequada.

Invista tempo e dinheiro para treinar sua equipe em todas as áreas do seu negócio e não se arrependerá.

  1. Desmerecer a lealdade de um consumidor

Clientes leais devem ser tratados muito bem. O relacionamento com seu cliente é de extrema importância. Um cliente insatisfeito pode ter um efeito avassalador para sua empresa, especialmente se esse cliente leva a insatisfação para as redes sociais.

Sempre que houver algum problema, tente compreender a situação de peito aberto e ofereça cartões de fidelidade, cupons de desconto e cartões-presente para que seus clientes regulares saibam que eles são valorizados. Se você tiver criatividade, você pode transformar um problema numa case de sucesso que pode viralizar nas redes sociais.

Conclusão

Um indicador de queda nas vendas é um sinal vermelho para o seu negócio. Algo não está certo. Confie nos seus indicadores e busque ajuda profissional para que seu negócio atinja muito mais sucesso que você imaginou!

Se interessou? Fale com um de nossos consultores e faça um orçamento sem compromisso.



Deixe uma resposta