fbpx

7 razões por que as empresas fecham – previna-se!

Quando o sonho de empreender aquece o coração e move os passos de uma pessoa, tudo o que ela menos deseja é investir no negócio próprio para não ter sucesso e fazer parte das empresas que fecham as suas portas pouco tempo após o início de sua atuação, concorda? Então, por que as empresas fecham?

Para garantir o destaque de sua marca e validar os seus desejos, continue a leitura e descubra os sete principais fatores que contribuem para a mortalidade das empresas brasileiras.

7 razões por que as empresas fecham:

  1. Pouco conhecimento de mercado

“Esse produto e/ou serviço trará benefícios ao público alvo?”, “Qual o diferencial que posso oferecer e como me destacar entre os concorrentes?”, “Tenho capacidade para não oferecer somente mais do mesmo?”, “O que e como posso inovar e trabalhar com criatividade nesse novo negócio?”, ainda que essas perguntas sejam válidas para os novos empreendedores, é preciso lembrar que não são suficientes.

Até mesmo quem não deseja investir no universo empreendedor já percebeu como a concorrência aumenta constantemente, afinal, diante de uma economia tão inconstante, o que não falta é gente buscando alternativas para aumentar a sua renda.

No entanto, não basta apenas notar que o número de estabelecimentos semelhantes ao que você almeja trabalhar está crescendo, pois bem mais do que isso é indispensável também analisar e estar atentos aos principais pontos fracos e fortes dos concorrentes.

Pesquisar e anotar todas essas questões, assim como as estratégias de negócios e comunicações visíveis, pode parecer inútil, mas são formas inteligentes e simples para enxergar os possíveis diferenciais que você pode oferecer aos seus clientes e, claro, fidelizar cada um deles.

  1. Ficar sem recursos

                Devido ao mau gerenciamento e ao despreparo dos empreendedores ainda inexperientes, não saber aplicar os recursos e ficar descapitalizado é um dos primeiros reflexos negativos que surge na empresa.

E, ao contrário do que muitos pensam, ficar sem recursos não significa apenas zerar as contas bancárias e/ou a quantia destinada aos processos necessários para viabilizar o negócio não, pois a impossibilidade de manter as portas abertas também acontece após investimentos inadequados e economias desnecessárias, por exemplo.

Por isso, para que as suas aplicações sejam sempre as melhores possíveis, lembre-se de que o dinheiro não é um recurso infinito e que somente diante de muito critério, atenção, cuidado e planejamento que o fluxo de caixa continuará positivo e rentável.

  1. Não montar uma equipe capacitada

                Quem será o responsável pelo seu projeto: apenas você ou investirá em uma sociedade? Bom, a verdade é que a resposta para essa pergunta não importa tanto quanto a necessidade de compreender que pessoas são fundamentais para a conquista dos mais diversos resultados e do crescimento da empresa em questão.

Considerada o segredo para garantir o sucesso de todo e qualquer empreendimento, a formação da equipe de trabalho deve ser estruturada conforme a demanda e competência de cada um.

Responsabilidade, comprometimento, iniciativa e boa comunicação são algumas exigências das mais famosas empresas com os seus funcionários, então, anote cada uma delas ai e procure por pessoas qualificadas e que atendam esses pré requisitos.

  1. Ignorar o que o cliente deseja

A partir do momento em que a pessoa projeta oferecer determinado produto e/ou serviço, ela precisa enxergar que somente um grupo será capaz de definir o futuro da sua empresa: o do cliente.

Parece rude falar assim? Mas não é, tenha certeza! Afinal, de que adiantaria ter os melhores fornecedores e a mais capacitada equipe se o que é vendido não atende aos desejos do consumidor final?

Por isso, seja flexível, priorize sempre a clientela e considere suas avaliações, pois atingir resultados ainda melhores do que os imaginados e corrigir as falhas só será possível quando esse grupo de consumidores for de fato ouvido e atendido.

  1. Não investir corretamente em ações de marketing

Sabe aquele velho ditado popular “quem não é visto, não é lembrado”? Então, quando o assunto é empreender, essa teoria ainda funciona muito bem, pois ter o melhor produto e/ou serviço só fará diferença se as pessoas conhecerem o que é ofertado. E só há uma forma de garantir visibilidade: investir em uma boa estratégia de marketing.

Indispensáveis para empresas dos mais diversos segmentos e tamanhos, as ações de marketing são as responsáveis pela inserção e divulgação de uma marca, empresa, serviço e/ou produto e, como já deu para perceber, diante de tamanha importância, é fundamental que os investimentos nessa área sejam os mais assertivos possíveis.

E para que as falhas relacionadas a comunicação não sejam apontadas como o motivo da sua desistência no empreendedorismo, pesquise as melhores empresas que oferecem esse trabalho, busque ideias de campanhas já elaboradas e seja criativo (a) ao buscar alternativas para apresentar o seu projeto ao público, atraí-lo e torná-lo cliente.

  1. Produzir sem inovar

Como já foi dito, o cliente é uma peça fundamental para o sucesso de uma nova empresa; no mesmo patamar, trabalhar para que o projeto saia do papel e torne-se real só deve ser feito quando as propostas são inovadoras e criativas.

Caso contrário, quando essas questões são deixadas de lado junto às tendências de mercado, a estagnação surge e a chance do concorrente avançar e você não, é acentuada.

  1. Não aceitar as mudanças

Lembra aquela vez em você planejou uma viagem de férias e quando faltava dois dias para colocar os pés na estrada, sua mãe adoeceu e então, os dias de descanso tiveram que ser adiados? Então, alterar o esboço de um Plano de Negócios e o processo de funcionamento da empresa já em atuação também são comportamentos comuns no empreendedorismo.

Entretanto, existem alguns perfis comportamentais que recusam essas possíveis mudanças, o que interfere diretamente no resultado do que estão administrando e não é aceitável no mundo dos negócios.

Afinal, como aprendizado por ser adquirido tanto errando quanto acertando, é fundamental que os colaboradores estejam preparados e aceitem todas as possíveis mudanças para que as melhorias sejam alcançadas, o produto final fique ainda melhor, a competitividade seja consciente e os resultados permaneçam positivos.

Viu só como são atitudes simples e fáceis de aplicar para reverter esse cenário de mortalidade empresarial e garantir o sucesso do seu próprio negócio? Percebeu como empreender pode não ser tão complicado quanto as pessoas propagam, não é mesmo?

E agora que você já sabe as sete principais razões por que as empresas fecham, tudo o que precisa fazer é agir ao contrário. Coloque nossas dicas em prática, aproveite esse início de ano para mudar a sua vida e de toda a sua família. Confie em você e em seu potencial, essa é a melhor dica para quem deseja empreender, acredite!

Precisa de ajuda? Entre em contato conosco!



Deixe uma resposta