fbpx

6 dicas para fazer o treinamento de funcionários em sua empresa!

Em um cenário de grande competitividade entre empresas e marcas, onde qualquer ponto pode ser usado como um diferencial para se sobressair contra os concorrentes, os empresários têm buscado um “algo a mais” para que a empresa tenha destaque. Um meio que tem surgido e tem sido bastante utilizado para melhorar o desempenho em vendas e na prestação de serviço é o treinamento dos funcionários.

Além de motivar a equipe e melhorar o desempenho produtivo, a opção em aprimorar o conhecimento de seus colaboradores, seja online ou presencial, alavancará os resultados da empresa.

Para que esse treinamento seja feito de forma eficaz e que o investimento feito pelo empresário não seja em vão, especialistas em gestão de pessoas e de recursos humanos dão dicas importantes.

1 – Objetivos

Primeiramente é necessário determinar os objetivos que deverão ser alcançados através do treinamento. Sabendo o que cada funcionário realiza no dia a dia e que atividade precisa aprimorar, fica mais fácil de escolher o curso que deverá ser realizado.
Outro meio de se descobrir isso é através de uma pesquisa com os próprios funcionários. Por meio dessa consulta é possível que eles identifiquem quais pontos sentem que necessitam de apoio.

 

2 – Fraquezas

Depois disso, ao avaliar a pesquisa feita com os colaboradores, e acompanhar de perto o dia a dia, pode-se identificar as fraquezas dos funcionários, o que ajudará a escolher o treinamento correto.

 

3 – Educação em conjunto

Um método que tem sido utilizado com bastante frequência pelas empresas é o de oferecer cursos e treinamentos que englobem uma gama maior de habilidades em vez de algo mais específico. Assim é possível repassar informações para os seus colaboradores de uma só vez.
Muitas vezes, esses treinamentos podem ser realizados dentro da própria empresa, seja numa sala de reunião ou em local específico para apresentações, como um auditório.

 

4 – Treinamento específico

Quando o funcionário está em fase de experiência, um curso exclusivo para a área que ele atuará pode ser oferecido. Isso fará com que o funcionário, além de mais motivado, também consiga realizar, no dia a dia, o que aprendeu durante o curso.

 

5 – Desenvolvimento de competências

O empresário deve prestar atenção e identificar as competências que seus funcionários possuem além das praticadas no dia a dia. Por vezes, é possível que alguém se destaque e demonstre um dom que pode ser explorado. Nesse caso, o funcionário ganha, por ter o apoio da empresa e ela ainda recebe em troca um funcionário motivado e que pode ser, num futuro próximo, reaproveitado em outras áreas.

 

6 – Líder exemplar

Para que se consiga o apoio e a colaboração da equipe, além dos treinamentos ofertados, é importante que o empresário e os líderes de equipes participem também dos cursos, seja participando efetivamente ou acompanhando o dia a dia.

Depois de realizado o treinamento, seguir a nova rotina, com as habilidades que foram desenvolvidas e implementadas, é essencial para que seja firmada na nova maneira de se trabalhar.

Outras dicas que podem ser utilizadas pelos empresários e colocadas em prática em suas empresas:

  • Observar com atenção os funcionários que se destacam nos treinamentos e que tem capacidade de repassar as informações para os outros membros da empresa. Sendo assim, a empresa poderá economizar com os cursos, pois o conhecimento será repassado para os novos funcionários através dos mais antigos;
  • Visitar empresas que possuam parcerias, fazendo com que os funcionários conheçam como o produto ou serviço dela é feito, novas tecnologias transformando em conhecimento aquilo que está sendo visto;
  • Mudar os funcionários de função, de tempos em tempos é algo muito utilizado em multinacionais. Dessa maneira, os colaboradores conseguirão desenvolver habilidade e conhecimento em vários setores da empresa. Esse também pode ser um modo de descobrir se um funcionário pode ser mais produtivo em um setor diferente;
  • Ao adquirir uma nova tecnologia para a sua empresa, muitos fornecedores dessas inovações mandam um especialista para demonstrar aos funcionários como o sistema funciona. Caso não tenha essa pessoa, cabe ao empresário contratar alguém que possa auxiliar os colaboradores.